sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Sonhos do catano!!

Soubesse eu o significado dos sonhos e talvez não ficasse tão chocada. Hoje acordei chocada.
No meu sonho encontrei o RAP e fui cumprimentá-lo.
Ele convidou-me para almoçar, a mim e à minha mãe, que estava comigo, e logo de seguida passou o BC que nos cumprimentou e se juntou a nós para o almoço, ali numa mesa pequena de um restaurante qualquer que ficava mesmo ali no cenário deste sonho.
No meio do almoço, RAP ausentou-se, ficando o BC a dizer que ele era um tipo impecável, cheio de abertura com os fãns que gostavam dele, que ele tinha sido fantástico em nos convidar para almoçar... quando RAP volta, trás 2 ramos de flores gerberas cor de salmão deslavado e oferece-nos. Abraços, beijinhos, despedimo-nos e fomos à nossa vida.

Acordei.

Fonix, se o RAP sabe que o imaginei de amizade com o BC era menino para me lançar uma providência cautelar daquelas!!!

Jasus... soubesse eu o significado dos sonhos para perceber o que esta simbologia toda significa!!!


PERSONAGENS:

RAP




BC







Será que alguém me diz o que isto significa!!???


Obrigada.





terça-feira, 18 de novembro de 2014

no estaminé....

Aqui no estaminé a S pensa alto...


S.: Quando houver uma mulher Papa, como é que se chama!!??
...
S.: Mama!?




:)

domingo, 9 de novembro de 2014

De tudo ficaram 3 coisas



De tudo ficaram três coisas...
A certeza de que estamos começando...
A certeza de que é preciso continuar...
A certeza de que podemos ser interrompidos
antes de terminar...
Façamos da interrupção um caminho novo...
Da queda, um passo de dança...
Do medo, uma escada...
Do sonho, uma ponte...
Da procura, um encontro!

Fernando Sabino


Porque há palavras que inspiram, emocionam e me tocam no coração.
Gratidão 

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Mensagens dos Anjos


“O nosso maior medo não é que sejamos incapazes. O nosso maior medo é descobrir que somos muito mais poderosos do que pensamos. É a nossa luz e não as nossas trevas, aquilo que mais nos assusta. Procurar ser mediano não vai ajudar em nada o mundo. Não existe nenhum mérito em diminuir os nossos talentos, apenas para que os outros não se sintam inseguros ao nosso lado. Nascemos para brilhar, como as crianças fazem, e essa luz está em todos, não apenas em alguns. Quando deixamos a nossa luz brilhar, inconscientemente damos permissão para que outras pessoas possam também manifestá-la. Assim que nos libertamos do nosso próprio medo, a nossa presença automaticamente liberta outros.”

Marianne Williamson



À muito que não escrevia um post. Nem sei porquê. Talvez tenha entrado naquelas rodinhas de hamster e ela ainda não tenha parado de girar. E hoje não está diferente. Eu é que estou. Tenho estado.
Mas voltei e voltei com um assunto sério. Pelo menos para mim. Li este post da minha querida Guerreira e ele passou por cima de mim como um cilindro de obras de estrada. Veio direito a mim tipo seta. Uma mensagem dos anjos.

Últimamente tenho sentido este choque com algumas pessoas de quem gosto muito. Uma coisa que ainda não tinha conseguido nomear e ainda não tinha percebido o que era. Até agora.

What pisses me off!???

Oiço queixumes, respostas enviesadas, eu, eu, eu, ou então pior, a minha filha, o meu marido, a minha empregada, o estado do país, o estado do mundo, filmes sobre como fugir para outra galáxia quando esta está a dar o berro (estreia hoje by the way)... e então... tu!? qual é o teu talento que podes fazer dele o teu escape nas tuas horas livres ou podes quem sabe, fazer dele o teu ganha pão?

Com o texto da Guerreira percebi que o que me faz passar da cabeça é perceber que alguém não usa o seu talento porque não quer!
Quantas vezes na minha vida disse: "tu tens tudo para ser fantástico. Um fantástico namorado, um fantástico filho, um fantástico amigo e um fantástico colega de trabalho!! E porque é que não queres ser!?" Mas quantas vezes foi!?
Por causa de me ter passado da cabaça com esta sonolência, acabei com 10 anos de namoro! Por causa desta sonolência acabei com amizades de décadas! Por causa desta sonolência afastei-me de quem não dá valor à minha amizade, à minha atenção, à minha disponibilidade para estar, apoiar, ou chutar o cu! Por causa disso tenho vontade de esganar gente que amo e só oiço reclamar! E olhem que é gente cheia de talento! Cheia de coisas boas para dar. Mas vão só "até ali e chega!" e só vêm o que os outros conseguem, nada mais.
Reparei até que, na minha opinião, a malta do norte é mais activa que a do sul. Trabalha mais, faz mais, corre mais, luta mais... enfim... tenho conhecido gente activa do norte :)

Foi difícil perceber, e sobretudo aceitar que, cada um de nós faz uma escolha. Uma que escolhe fingir que não vê. Outra que escolhe fingir que não se irrita. Outra que escolhe fingir que está tudo bem. É uma escolha, e todos temos direito à nossa e que esta seja respeitada. Mas na minha opinião, muita gente escolhe não fazer nada! Não fazer nada dá menos trabalho!

Eu acho que gente que faz e faz muito tem muito valor. Reclama, claro, mas com direito. Porque luta, porque luta muito e por vezes não consegue. Mas hoje desiste (ou faz uma pausa) mas amanhã retoma. E volta a lutar.

Por isso ainda cá estou. Por isso ainda sou amiga. Por isso ainda apoio. Porque esta é a minha escolha. Porque este é o meu talento.
Também eu vejo o copo meio vazio muitas vezes. Mas faço o quê? Esforço-me e olha que me esforço muito... para o ver meio cheio. É um exercício que não é fácil e só por ele é "fazer"!




Por ti, acorda!







segunda-feira, 28 de abril de 2014

Bolinhos do Algarve







No atelier:



Z: Olhem... tenho bolinhos do Algarve, querem!?

S: Quero! Tens dos de frutas!?

Z: De frutas só tenho 1 e é um porco.




ahahahhahahhahahahhaha



terça-feira, 1 de abril de 2014

momento LOL


Na copa à hora do almoço:

Z: hei viram o episódio dos walking dead?

S: aqui só tu vez isso!

Z: fooogo uma cena mesmo fixe! o nãoseiquantos deu uma dentada na carótida do gajo... mesmo fixe...

Eu toda enojada: eeerrccc... dá para estarmos a almoçar sem essa conversa!?



S: ficou como o José Cid?



Eu e Z: eerrrr a olharmos-nos sem perceber-mos onde estava a piada....




Z: Não percebi S. o que queres dizer!

S: então... a carótida não é no olho!?

















Eu:





terça-feira, 18 de março de 2014

Uma aula de Cicle que te leva ao Céu





Pessoas... eu na sexta-feira escrevi um pequeno rascunho no meu telemóvel sobre um post que queria escrever mais tarde sobre a aula de Cicle que tinha acabado de fazer no ginásio.

Decidi transcrever esse rascunho e complementar mais abaixo com novas informações:

"Situação: sexta-feira, final da tarde, acabada de sair do trabalho depois de uma semana de trabalho, cansada, com dores de cabeça, a ansiar por uma boa aula de bike para ir para casa feliz e ter um grande fim-de-semana.

Factos: Acabei de sair de uma aula de Cicle com um palhaço que não tem a mínima ideia do que estava a fazer! Primeiro deixou-nos a pedalar sozinhos durante 10 minutos (depois da hora marcada para o início da aula)... "está à espera que a sala encha mais", pensei...
Enganei-me! Estávamos mesmo a aquecer por nossa conta, pois qual não foi o meu espanto, quando ele se montou na bicicleta começou uma música psicadélica em decibéis completamente inapropriados para qualquer discoteca às 3 da manhã, quanto mais para uma sala de uns quantos metros quadrados de um ginásio às 18:30!!!
Antes de se sentar na bike, ainda caminhou pela sala com passos largos e pesados como quem está a desfilar numa passarela de ogres... para cá e para lá, vezes demais... demais...
WTF pensei eu... mas quem é este palhaço!!???
Voltemos à aula... ou àquilo...
Começámos em pé... e assim nos mantivemos por 6 minutos!!!!!... depois, queria ele, que pedalássemos 2 minutos em posição agachada (falta-me o termo técnico para a posição em que pedalamos em pé com o rabo mesmo perto do selim, mas sem sentar!). Logo aí eu pensei "vai ser agora que vou sair a meio de uma aula!" mas pensei... "não... caguei para ti e vou pedalar consoante aquilo que eu acho apropriado (nota: faço RPM há muitos anos já para perceber alguma coisa disto! e vivi toda a vida no meio do ciclismo e com um ciclista em casa!).
Depois, quando a coisa começou a apertar (para a pernas, entenda-se) ele saiu da bike e veio para a frente de cada um de nós a berrar, parecia um jogador de rugby neozelandês a fazer a haka,  numa de nos motivar. Mas vocês sabem que eu sou uma selvagem pessoas... assim que ele se meteu à minha frente eu sentei-me, pedalei ao meu ritmo e ainda lhe disse: "ali sentado na bike é que me motivas não é aqui aos berros!"
Se um olhar matasse... eu tinha sido morta ali! (e é aqui que entra a piada da coisa que verão mais abaixo!!!!!!!!!!!!!!!!)
No meio daquela insanidade, quando ele voltou para a bike, lá se explicou "equipaaaaaaaaa (lol private joke só entendida por alguns)... eu quando me levanto da bike e vou ao pé de vocês não é para incomodar ok!? é naquela da motivação... não me levem a mal"... revirei os olhos e pensei...







... ya ya... não tens é pernas para aguentar esta merda de aula que estás a dar e estás tão cansado da semana de trabalho quanto nós!

A partir daqui fiz a aula à minha maneira mesmo, só para não sair a meio!!

No fim, a criatura volta a sair da bike e vem cumprimentar a equipa toooooda "pelo esforço!"...
Assim:






piiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii



Dei-lhe um "passou bem" só para não o deixar de punho estendido sem resposta (mas era mesmo o que me apetecia fazer-lhe)

À saída... ainda teve ego suficiente para perguntar "Gostaram!!!???"



E o que respondi eu? o que foi!?!!?!?!?!??!?!?

"NÃO!!! Não fazes o meu género!!!!"



Incrédula com o que tinha acontecido nos últimos 45 minutos, a olhar para a cara de todos a saírem da sala com um ar arrebentadinho... perguntei cá fora:

"Como se chama aquele fulano que deu a aula de Cicle?"

Ninguém sabia... ao que parece foi a 3ª aula dele no ginásio!
Resolvi insistir na recepção:
"Como se chama aquele fulano que deu a aula de Cicle?"

"Não sei, mas vou tentar saber... responderam-me..."
passados segundos vieram dizer-me:

"Hugo Cardoso"









Vim fisgada em pesquisar sobre a criatura e o que é que eu achei!!!!?????

Pessoas perguntem-me, o que é que achaste tu Anaaaaaaaaa!!!!!!!!!???????????????????????????















































isto!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!




Hugo Cardoso AGÊNCIA FUNERÁRIA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!




















NOTA1: aquilo não era uma aula de Cicle... era marketing!!! "Se falecerem aqui podem contar comigo!"


NOTA2: Ele percebe tanto de exercício físico como eu de matemática aplicada!


NOTA3: O alter Ego dele é visivelmente gigante, mas daí a dar o seu próprio nome a uma agência funerária é o supra sumo do alter Ego!!!!!!!


NOTA4: coloco esta foto publicamente visto que está pública no facebook da agência funerária.


NOTA5: Lembrei-me tanto de ti BV, quando nos contavas histórias de aulas loucas de Cicle... e senti saudades tuas como nunca!!!!










quarta-feira, 12 de março de 2014

Introdução ao Estudo da Vida versão Eu na cabeleira!





Depois de ouvir esta Mixórdia... concluí que... sou um gajo!!!



Eu entro na minha cabeleireira favorita e digo depois de a cumprimentar:

"É para cortar, se faz favor"


Quando ela pergunta: Faço brushing Ana?


Respondo à macho:

"Não, seque naturalmente."





E é isto. Saio em 30 minutos.





Nem sei o que é balaiagem!!!!
Não tenho vagar...




sexta-feira, 7 de março de 2014

Playlist de hoje a cheirar a mofo


Aqui à semanas, coloquei para dentro da pendrive uma série de músicas que tinha num disco externo onde guardo tudo desde 1839 (altura em que os discos externos começaram a ser vendidos, como sabem) e nem vi o que tinha passado na verdade. Espeto a pen no carro e a primeira música que toca é esta:



Sorri e cantei que nem uma desalmada...
loooooong time agoooo...


Entretanto lembrei-me que eu era possuidora do álbum dos OASIS que foi declarado em 2010 pelos Brit Awards o melhor álbum dos últimos 30 anos - (What's the story) Morning Glory? de 1995 - e que o meu ex-marido não devolveu ao portador aquando do divórcio.










Se alguém o conhecer diga-lhe para mo devolver se faz favor.
Obrigada.





É a playlist de hoje:





Boa sexta-feira minha genteeeeee :)





(a música Dont Go Away foi do album seguinte "Be Here Now")









quarta-feira, 5 de março de 2014

Começou!!






Começaram as SMS de Promoções para o dia do Pai!!!
Pah... as pessoas não adivinham, não é... mas que não é fixe, não é!




Um ano destes entrei numa loja de lingerie para comprar cuecas para mim... coisa banal, pensarão vocês! E de facto é... se a sensibilidade da menina da loja não fosse igual à de um calhau de calçada portuguesa, daqueles que ficam esquecidos num monte depois de uma mini obra e que de lá nunca mais voltam a sair!!!

Depois de eu escolher a minhas cuecas...

"... e não vai querer mais nada?"

"Não, não, obrigada... é mesmo só isto."

"...ooohhhh é que temos coisas tão fantásticas que chegaram agora!"

"Não, não, obrigada... é mesmo só isto."

"...ooohhh veja estes boxers espectaculares (mostra-me uns boxers ultra hiper mega coloridos, tipo bandeira de orgulho gay ou coisa que o valha!)... (e afina com...) ...para o Dia do Pai" (e rasga um sorriso artificial)


Ora bem... eu em nanosegundos pensei:
Fod@-se... com a idade que eu tenho... e com a idade que possivelmente o meu pai teria... achas mesmo que eram esses boxes que se vêm a 5 km de distância, que seriam uma fantástica prenda para o dia do pai!?!?!?!? ... Suponhamos que ele teria uns 63 anos! Achas mesmo que ele ia adorar ter os tomates arrumados nesse espartilho testicular!? Caputaquetepariubenzodeus....



Mas respirei fundo e repeti:

"Não, não, obrigada... é mesmo só isto."
Não chegou...

"ooohhhhh mas o seu pai ia adorar, não achaaaaa!?"






piiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

tragam o desfibrilhador piiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii








Eu sou uma selvagem pessoas... vocês já sabem...
E depois de eu própria ter passado pelas cores todas dos ditos... boxers... não me aguentei com aquilo e bufei um...

"Sim... eu acho que ia adorar! O problema é que eu já não tenho pai!" e afino com um sorriso artificial igual ao dela!







Aaaaaahhhhh caaaalhaaaauuuu! Eu né!? Ela não!!!!!?












segunda-feira, 3 de março de 2014

Cada vez gosto mais do Facebook



Cada vez gosto mais do Facebook. E não é à toa que em 10 anos o Mark Zuckerberg nunca colocou um botão de Não Gosto.
O Gosto toda a gente diz, é uma questão fácil. Difícil é dizer que Não Gosto e assumir isso. Como se o Gosto não exigisse explicação e o Não Gosto exigisse. O Não Gosto não é para todos. O Não Gosto é só para alguns.
Quando alguém faz uma partilha no Facebook, seja ela qual for,  uma música da moda, um vídeo de gatinhos, um um desabafo da alma, dizer Não Gosto significa não dizer nada, que é o que "os muitos" fazem ou têm que assumir qualquer comentário por baixo... mas assumir é só para os pouquíssimos que sabem dizer Não.
Sempre gostei de ver a essência de cada um que se cruza na minha vida, e é por isso que cada vez mais gosto do Facebook. Atrás de um computador muitos pensam que não,  mas mostram muito a sua essência.
Uns são voyers,  no facebook como na vida,  outros são falsos,  no facebook como na vida, outros são monos, no facebook como na vida, outros são transparentes,  no facebook como na vida, ainda os há que são egoístas,  no facebook como na vida... Todas as variáveis estão lá. 
Com isto quero dizer outra vez que cada vez mais gosto do Facebook, da essência de cada um exposta aos mais sensíveis, que tal como na vida, se sensibilizam com o que encontram. 

Uns acham que têm um propósito... outros têm mesmo.

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Esquece a satisfação!





Mudar uma vida consiste em mexer em tudo o que está mal. Mas mudar uma vida consiste, mais ainda, em mexer em tudo o que está bem.
O que está bem faz-te mais mal do que o que está mal. O que está mal é meio caminho andado para chegares ao que está óptimo. O que está mal é tão imperfeito que é meio caminho andado para chegares ao que é perfeito. O que está mal deixa-te desconfortável, faz-te sofrer, faz-te querer mais, faz-te querer melhor, faz-te desejar a mudança: faz-te, mais ainda, operar a mudança. O que está mal faz-te, muitas vezes, bem. É o que está bem que te faz mal. O que está bem faz-te acreditar que aquilo, o que está bem, está bem assim. Mas não está. O que está bem nunca está bem assim: nunca está bem só assim. O que está bem dá-te a ilusão de que não podes ter mais ilusões, de que é aquela a maior ilusão a que tens direito. E isso impede-te de te vires a direito por prazeres tortos. E nada está mais mal do que ficar saciado com o que é bom. Viver, viver de verdade, viver como viver vale a pena, consiste em mandar bugiar o que está bem, em mandar dar banho ao cão aquilo que te deixa satisfeito sem te deixar extasiado. Esquece a satisfação. A satisfação é uma merda quando comparada com a euforia. A satisfação é uma merda quando comparada com o êxtase. Prefere o orgasmo. Prefere o clímax. Prefere sair do que te deixa seguro. A segurança absoluta é uma seca absoluta. Ousa tocar a linha vermelha. Ousa espreitar para além da linha vermelha. E depois avança. Avança sem medo. Sente o medo de perder tudo. É a sensação de que podes perder tudo que, tantas vezes, vale por tudo. Ousa cair para teres o prazer de te levantares, ousa sofrer para teres o prazer de vencer, amar para teres o prazer de te dar, zangar para teres o prazer de apaziguar, sangrar para teres o prazer de sarar. Ousa recusar ser o bonzinho, o regularzinho, o modelozinho. Prefere ser o que só está bem quando não está bem: o que só está bem quando está óptimo. E o que só está óptimo quando está perfeito. Recusa dar um passo atrás para dar um passo à frente; prefere dar um passo à frente para dar um salto ainda mais à frente. Prefere saltar. Porque saltar, fixa bem isto, é a única maneira de voar sem precisar de pagar. Prefere mudar. Porque é assim, sempre assim, que se começa uma mudança.


in "O Livro dos Loucos", de Pedro Chagas Freitas








Volta e meia transcrevo coisas de Pedro Chagas Freitas e penso: De certeza que ele me conhece! Não sei quem é, nunca o vi (além de fotos na web), mas de certeza que o gajo me conhece! Ou isso, ou ouve os meus pensamentos! Das 2, uma.



"E nada está mais mal do que ficar saciado com o que é bom." 





Amén Pedro... Amén.














terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Sol!!! Onde andas!!!???



Gosto do Inverno. Ainda mais do Outono. Gosto de dias frios. Estou farta desta chuva! Estou farta de tantos dias cinzentos. De anticiclones a noroeste e o raio a sete... dei por mim a pensar em praia. Gosto de praia, mas não sou louca por praia... mas hoje sou! Hoje... sou louca por praia!

A imagem acima by the way, é o que identifico como o suprasumo da liberdade. Só falta a falta de roupa para ser ideal! Sol, calor, flutuar na água do mar, sem roupa = paradise!

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Silence! I kill you!



Escrevi um texto grande e depois apaguei tudo. Hoje escolho calar-me. Tinha que começar um dia. Hoje é o dia em que me calo.



quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Perdoar ou não Perdoar...







Já várias vezes dei por mim a pensar coisas como:

"Perdoo mas não esqueço"
"Perdoei e já esqueci"
"Não perdoo mas vou acabar por me esquecer"

Enfim... incongruências que os psiconãoseiquantos diziam resumidamente:

- Se esqueces é porque perdoas OU Se não esqueces é porque não perdoas!

Mas eu sou um ser bastante complexo e por vezes, de anos a anos, acontecem-me coisas como "deixa lá ir reler aquele e-mail para me lembrar porque não falo com aquela pessoa" e depois releio e penso AAAH POIS FOI! Não vai dar!" e volto à minha vida.


Hoje achei esta definição que me pareceu perfeita! Perdoar não significa concordar com o acto errado; Perdoar significa, "Caguei para ti" e vou à minha vida. 

E olhem... por hoje é isto.
Adeeeeeus




sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Já o amor pela Publicidaaaadeeee...





Dia dos Namorados e 1Kg de Mirtilos

Amo. Amo ser Amada. Amo todos os dias. Amo ser Amada todos os dias. Já o dia dos namorados é... como dizer... estúpido!
Vinha a ouvir na rádio que 53% das mulheres se zanga ao não receber um postal no dia dos namorados! Eu pertenço aos restantes 47%. Preferia uma caixa de bananas da Madeira ou uma lata com 1Kg de mirtilos! Pah um gajo que me desse 1kg de mirtilos... eu casava com ele! (também não exageremos né... mas isto porque qualquer gajo se ia ver aflito para conseguir 1Kg de mirtilos). Mas à que saber dar! Não é chegar e dizer "toma lá um quilo de mirtilos"... tipo ir espalhando baga a baga pelo corpo... bom... adelante.
(nada de imaginar o mesmo com as bananas da Madeira! Mau mau!)

Nunca gostei do dia e acho ridículo haver um dia para isso. Carradões de caixas de chocolates, que elas comem na altura do ano em que se esgalgam todas no ginásio para chegar ao verão e não ferirem minimamente as vistas da praia inteira... ou então que deitam fora assim que chegam a casa! Nem falo dos ursos de pelucia, porque a minha Bee ia adorar e não fazem parte sequer de um qualquer requisito a meu respeito! Já não tenho 15 anos... nem 20... bom... E as rosinhas vermelhas e tudo a correr para as comprar... pah... medo!
Até admito um presente, uma surpresa fora da rotina, (ai isso sim! senão também passo-me para os 53% e até reclamo por um postal!!!)... aí tudo bem... Mas de preferência todas as semanas ou na pior das hipóteses, uma vez por mês.
Post-its colados pela casa/carro/corpo/sei lá... inventem!
Jantar romântico, de preferência no dia 13 ou no dia 15!
Voucher com passagens compradas para Amesterdão... (lol pumbas!)

Tipo estas coisas assim, estão a ver.

















*ps: bananas da madeira são as únicas bananas que como e têm bastante magnésio; mirtilos porque são antioxidantes e caros comóc@ralho no supermercado!


quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

amsterdam





Dizem que pedir e visualizar ajuda a que os sonhos se concretizem. Aqui vai com muita força...
Quero ir a Amsterdão. Quero ir a Amsterdão com uma boa companhia. Uma boa companhia que saiba andar de bicicleta. Uma boa companhia que faça comigo uma viagem de barco. Uma boa companhia que me acompanhe ao Museu do Vicente, que vá sem stress à Red Light e à Coffeshop fumar umas cenas. Uma companhia que me faça rir (antes e depois de fumar as cenas). Uma companhia que queira andar e andar e andar a respirar e a sentir a vida da cidade. Quero ir a Amsterdão no fim da Primavera ou no início do Verão. Quero que essa companhia seja... huuummm, esta parte do sonho fica em segredo... mas que quero, lá isso quero.









quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Mixórdia e vicissitudes que me fazem espéce...







Cenário: No comboio, de fones nos ouvidos, riu-me às gargalhadas a olhar para a rua, na tentativa de disfarçar que não estou a ver que TODA A CARRUAGEM está a olhar para mim e a rir-se de eu me estar a rir! Pah... oiçam a Rádio Comercial, raios! Antigamente a Fertagus tinha rádio ligada... era a RFM, mas como agora nem isso, sugiro que leiam menos os tijolos do José Rodrigues dos Santos e usem fones ligados na Rádio Comercial.

Hoje o tema da Mixórdia de Temáticas do Ricardo Araújo Pereira era: Não parta parvamente o pão!

Se há assunto que me corrói as entranhas é aguentar de quem vive comigo que: parta parvamente o pão e arrumar parvamente a loiça na máquina de lavar loiça!!

Antes de mais dizer que "a pessoa que vive comigo" é super hiper mega organizada, arrumada e limpa, daí a minha incredibilidade perante estes pontos!

Eu sei que... estudei Geometria Descritiva durante 5 anos... mas fonix tirar paralelas a fatias de pão torna-se uma coisa muito difícil para certa gente, porquê!!!????
Sofro desta angustia que o RAP manifestou, vou alistar-me no Movimento Contra as Pessoas Que Partem Parvamente o Pão (e se criarem o Movimento de Pessoas que Arrumam Parvamente a Loiça na Máquina de Lavar Loiça, eu também me associo!)

Como tenho um feitio reviradinho de ponta de orelha, corto o pão direitinho com a fatia estropiada e deixo lá para a "gente que mora comigo" comer!!!! Mas resmungo sempre!!! Como é que uma pessoa organizada, arrumadinha, certinha, é capaz de partir parvamente o pão! Na diagonal! fatias com 2 centímetros de um lado e 2 milímetros do outro... pah não dá para entender!!!

E arrumar a loiça na máquina!?
Do meu ponto de vista funciona assim:
1 - abro a porta da máquina de lavar e puxo para fora as gavetas;
2 - pego na loiça que tenho para lavar e arrumo dentro da máquina, uma a uma, tipo tétris, para nunca mais ter que voltar a tocar-lhe;
3 - fecho as gavetas e seguidamente a porta e vou à minha vida.

Se voltar a ter mais loiça para colocar na máquina, volto a repetir os passos seguintes até estar cheia e colocar o detergente e ligar o botão de lavagem.


A "pessoa que vive comigo" usa aquela organização do "vai metendo" e depois quando tem que colocar a máquina a lavar... espuma e bufa porque tem que estar a tirar a loiça e a rearrumar... e depois "afinal não cabe toda, vou ter que lavar à mão!".

Por dentro eu estou: "Quem mandou!? Se tivesses arrumado tudo direitinho, saberias logo o que cabia e nunca lavavas loiça à mão!"

Quando eu faço o ponto 1 e vejo o caos, olho para a "pessoa que vive comigo" e digo-lhe a espumar e a bufar "epá eu não entendo isto! fica aqui e tu que te desenrasques a arrumar depois!"


Mas ainda há outra... a "pessoa que vive comigo" (que é linda, maravilhosa, fantástica, mas tem sérios problemas com pão e loiça!) consegue torrar duas fatias de pão, comê-las e deixar em cima da toalha 85.785 migalhas!!!! E eu pergunto: COMO!!!!???????????? Como é que fazes isso!!!????
Como raio comes o pão e esfrangalhas o mesmo em mil pedaços!!!??? Torra antes 1 fatia! Isso de teres duas cheira-me que a outra é para estropiar! Eu como pão torrado e guardo o meu paninho sem o ter que sacudir! Será que sou assim tão anormal!!??



Pah... são cenas que me fazem espécie!








































terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

...

"Não quero trajectos sem calhaus, pessoas sem problemas, muito menos glórias sem lágrimas. Não quero o tédio de só continuar, a obrigação de suportar, andar na rotina só por andar. Não quero o vai-se andando, o é a vida, o tem de ser, nada que não me ponha a gemer. Não quero o prato sempre saudável, a saladinha impoluta, a cama casta, o sexo virgem. Não quero o sol o dia todo, a recta sem a mínima curva, não quero o preto liso nem o branco imaculado, não quero o poema perfeito nem a ortografia ilesa. Não quero aprender apenas com o professor, a palmadinha nas costas, o vá lá que isso passa, a micro satisfação, a minúscula euforia. Não quero os lábios sem língua, a língua sem prazer, fugir do que mete medo, e até acomodar-me ao que me faz doer. Quero o que não cabe no regular, o que não se entende nos manuais, o que não acontece nos guiões. Quero a ruga esquisita, a mão descuidada, a estrada arriscada, a chuva, o vento, as unhas cravadas, o animal do instante. Quero ainda tentar o que ninguém fez, olhar para o imperdoável, gastar como um louco as possibilidades. Quero sobretudo o que me assusta, o abismo em segredo, o interior das tuas pernas, a maneira como o suor te escorre no centro do peito, e a forma impossível como te exprimes quando te vens."

Pedro Chagas Freitas





Nunca pertenci a rebanhos, nunca fui "igual às outras", nunca quis o que os outros queriam, nunca foi "comum", nunca fui monotonia, sou apaixonada e tenho sangue ardente e mãos geladas por ter o coração quente, sei dizer "Não." e sei dizer "Agarra-me fod@-se!", sei do que não quero e do que quero só de algumas coisas sei, mudo de ideias sempre que percebo que estava errada e não vale a pena dizerem-me que "por aí não é o caminho" que eu não ligo pêva, sou emotiva e sensível e posso parecer durona, mas segreda-me ao ouvido um "abraça-me" e verás que não passo de uma derretida igual às outras. Meto os pés pelas mãos, o coração na boca e depois choro que me farto, mas sou real, de verdade, sincera, transparente e de confiança. Tenho defeitos e qualidades, sou humana, caramba!

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Homem vs Mulher





Um amigo meu (armado ao pingarelho) partilhou no facebook como fazer um homem feliz e como fazer uma mulher feliz!
A saber:

COMO FAZER UM HOMEM FELIZ:

1. Faça comida;
2. Durma com ele;
3. Deixe-o em paz;
4. Não olhe as mensagens de seu celular;
5. Deixe-o sair com os amigos.

COMO FAZER UMA MULHER FELIZ - SEJA:
1. Amigo
2. Companheiro
3. Amante
4. Bonito
5. Charmoso
6. Bom na cozinha
7. Atlético
8. Eletricista
9. Encanador
10. Mecânico
11. Carpinteiro
12. Decorador
13. Estilista
14. Bom de cama
15. Poeta
16. Psicólogo
17. Exterminador de insetos
18. Psiquiatra
19. Bem-humorado
20. Um bom ouvinte
21. Organizador
22. Um bom pai
23. Cheiroso
24. Empático
25. Culto
26. Sensível
27. Atento
28. Sedutor
29. Inteligente
30. Engraçado
31. Criativo
32. Quente
33. Forte
34. Compreensivo
35. Tolerante
36. Prudente
37. Ambicioso
38. Capaz
39. Corajoso
40. Determinado
41. Verdadeiro
42. Seguro
43. Topa tudo

NÃO ESQUECENDO DE:
44. Elogiar frequentemente
45. Dar presentes
46. Ser honesto
47. Abrir a porta do carro
48. De não a estressar
49. Não olhar para outras mulheres.

E TAMBÉM
50. Nunca esqueça:
* o aniversário dela
* o aniversário de namoro
* o aniversário do primeiro beijo
* o aniversário da primeira vez que se viram
* o dia dos namorados

AGORA FICOU FÁCIL, NÉ?


- - - - - - - - - - - - - - - - 






Vou reformular cá ao meu jeito:



COMO FAZER UM HOMEM FELIZ:

1. Ame-o;
2. Seja boa de cama, de cozinha, de sala, de carro, de elevador, de praia, enfim...
3. Saiba ser boa "dona de casa", uma mulher que diz "não sei cozinhar" é um ó! Eu se fosse homem voltava logo para casa da minha mãe!! Vá à net e segue os passos da receita, no mínimo!!
4. Elogio-o;
5. Sejam cúmplices.

e espero que sejam mais coisas, porque 5 parece-me pouco! Pelo menos para os homens que eu admiro que sejam mais exigentes! Os outros não entram na minha contagem.

COMO FAZER UMA MULHER FELIZ - SEJA:
1. Amigo
2. Companheiro
3. Amante
4. Bonito  > tenha Valores
5. Charmoso
6. Bom na cozinha > SIM! Um tesão homens que dominam a cozinha!
7. Atlético
8. Eletricista
9. Encanador
10. Mecânico
11. Carpinteiro
12. Decorador > substituo todas por: que queira e faça por se desenrascar. Pode não conseguir, mas que tente.
13. Estilista WTF!?
14. Bom de cama > Que saiba escutar, sentir, olhar e "responder em conformidade" :D
15. Poeta
16. Psicólogo
17. Exterminador de insetos
18. Psiquiatra

19. Bem-humorado
20. Um bom ouvinte
21. Organizador
22. Um bom pai
23. Cheiroso (gosto particularmente...)
24. Empático
25. Culto (ou interessado, mais do que culto! Isso pode ser muito aborrecido)
26. Sensível
27. Atento
28. Sedutor
29. Inteligente
30. Engraçado
31. Criativo
32. Quente :)
33. Forte 
34. Compreensivo
35. Tolerante
36. Prudente
37. Ambicioso
38. Capaz
39. Corajoso
40. Determinado
41. Verdadeiro > este para mim no 1º lugar s.f.f.!
42. Seguro
43. Topa tudo (que tenha vontade própria!)

NÃO ESQUECENDO DE:
44. Elogiar frequentemente (mutuamente, claro!)
45. Dar presentes (mutuamente, claro!)
46. Ser honesto 
47. Abrir a porta do carro (já fui crucificada por esta, mas deixo à consideração da gentileza masculina. Eu particularmente, não espero que me abram nem fechem a porta, mas se passam à minha frente nas portas PASSO-ME! Acho mesmo faltinha de chá!! E posso não mostrar mas pequenos gestos tocam-me o coração :p)
48. De não a estressar
49. Não olhar para outras mulheres. 

E TAMBÉM
50. Nunca esqueça:
* o aniversário dela (convém!)
* o aniversário de namoro/casamento/ajuntamento (convém!)
* o aniversário do primeiro beijo
* o aniversário da primeira vez que se viram
* o dia dos namorados




p.s. Eu gosto de bola e de ciclismo. Percebo de ferramentas mais do que pontos de açúcar (estes vou ver à net :D) e sei mudar pneus. Tive um grande Homem na minha vida, chamado pai! É por isso ;)










quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

como gostaria que fosse o seu funeral?




A propósito desta publicidade e do amor que tenho por ela... e talvez porque já perdi gente demais, quero deixar um testamento. Não por ser mórbido, mas porque acho de facto que os funerais são uma treta! Muito pouca criatividade acontece ao nível do funeral! Há lá coisa mais certa que a morte?!? Aproveitava-se isso para algo de memorável.
Claro que há mortes e mortes. É raro aquele que tem o direito de morrer de velhice, já com a vidinha toda feita, trabalho aliviado, reforma choruda e cruzeiros pelas Caraíbas...
Mas eu, quando morrer, quero que pensem assim:
"OK... ela já se foi (independente da causa), nós é que vamos sentir a falta dela, logo choremos"... MAS, peço eu, ou chorem antes, ou chorem depois do funeral! Porque a um morto nada se recusa... eu quero que chorem... chorem muito... compulsivamente até se vos aliviar, todos juntos e durante 5 minutos (faz parte do processo do luto e faz muito bem) e depois que riam. Façam um mini AUM sobre mim. Abracem-se em circulo, gritem-me a vossa raiva, peçam-me perdão, digam que me amam, que me chorem, que se riam de mim e das merd@as que me ouviram dizer e que se abracem. Não me abracem a mim que eu estou morta não vou dar grande importância. Mas quero que se abracem uns aos outros por mim. Não tenho nenhuma tia com barbicha, portanto estejam à vontade de abraçar.
E já que quero ir para o forno, vistam-me com um vestidinho sexy! Ao menos quando entrarem na capela no meu velório, podem começar logo a rir-se. E não se esqueçam que eu sou pouco católica... e que acredito na vida depois da morte... logo, se sentirem uma belinha no cachaço depois de alguma piadola menos apropriada a meu respeito... digam um palavrão, mas baixinho... que é o que põe toda a gente a rir e sorriam, porque vou mesmo ser eu.
Já acho que fazer festas e comes e bebes é um bocadinho exagerado. Por mim, basta rirem-se porque eu existi e abracem-se, porque a um morto, nada se recusa.

















terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Covers do Fumeiro

Pára tudo!!!!!!!!!!

Masoqueéisto!!!???

Tudo agora a fazer covers pro fumeiro!!????









vs













































terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Conversas de atelier #3



S - Vocês já andaram de cavalo?

Eu - Já e tive medo. É muito alto.

C - Eu subi para cima de um cavalo mas tive medo... ele era muito alto!





S - ãããh... eu nem vi! Queu já ia alegre quando montei!




segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Bora lá ao tema das praxes

Eu ao ver o documentário Praxis... soltava para a minha mãe uns "Estás a ver a tua filha ali, não estás!?... É que aquilo era mesmo coisinha para mim!..."
Receber ordens (mal dadas) já é para mim de difícil digestão, mas receber ordens de humilhação até me faz sorrir só de pensar nisso, quando mais de me verem a submeter a algo do género.
Como criativa que sou... apelo à criatividade de quem tem a grandeza de poder frequentar um curso superior, e arranjar uns "Exercícios de Integração" e "Lições de Vida" mais divertidas (para todos) e mais integrantes e já agora, sem cariz sexual... porque essa é a piada mais fácil, até para os piores. O que se faz não são praxes... é bulling...

Quando cheguei à faculdade, entrei 2 dias sem ser praxada. Era muito alta, vestia-me de calcinha fina,  blazer e salto alto, e sempre pareci mais velha do que realmente era, logo passei por professora!! "É proooffff pááá" ouvia-os dizer nas minhas costas. Mas no dia em que a turma do 2º ano entrou na sala onde o 1º estava a ter uma aula, não houve hipótese! Fomos todos levados para o exterior da Universidade, e em filinha indiana encostadinhos à parede debaixo de um calor do caneco, fomos praxados.
Fui praxada com tontices simples: passar um pequeno pau de fósforo de boca em boca, rastejar por cima de uma fileira de corpos caloiros alinhados no chão... depois uma ex colega de curso do secundário, mais velha, logo veterana - tadinha, e chamo-a assim para não lhe chamar outra coisa... e tadinha está bem à altura dela... - pediu a outra colega dela (sim porque as tadinhas são cobardes), para me colocar um lenço ao pescoço e andar de 4 a fazer de cãozinho, ou neste caso, metafóricamente de cadelinha à parte da praxe de todos os outros meus colegas. Eu fiz de cadelinha, sem problemas nenhuns, era basicamente andar de 4 e fazer chichi numas pernas de veteranos que nem me ligavam nenhuma... até ao momento em que percebi que era ela, a tadinha, que estava a mandar, e não aquela veterana em particular a decidir. Aí levantei-me do chão, sacudi-me, olhei a veterana e a tadinha que me rodeava e disse: "Teve graça mais agora acabou." e fui à minha vida. Simples quanto isso. Se calhar contava ter mais 20 cm que uma e 30 a mais que a tadinha... Mas fui sem olhar para trás e nenhum dos outros veteranos me gritou ou veio atrás de mim.
Lição de Vida é aprender a dizer Não e continuar a manter a integridade do Eu, que vale mais do que ser igual a todos os carneiros num rebanho. Até esses são mais dignos.


Gostei da teoria do Bruno Nogueira.





ah! e só comprei o traje no 4º ano! Disso arrependo-me, que aquela coisa foi para lá de cara e usei muito pouco para o que me custou. Há caloiros a usar traje. Acho estúpido. 


Não é lindo isto!?
Não! Não é.
Sim sou contra a imbecilidade que se praticam nas praxes.
Obrigada e bom dia.